Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

A saga de um repórter brasileiro pela Transiberiana

O repórter Renato de Alexandrino, do jornal O Globo, está fazendo uma detalhado e divertido relato de sua viagem pela Transiberiana, a mais longa ferrovia do mundo. Sua reportagem não tem qualquer glamour, e mostra a dureza de se viajar pelo interior da Russia, um país que não se caracteriza exatamente por tratar bem os turistas que recebe.

Assim começa a narrativa de Alexandrino:

"Sair de Moscou nos trilhos da Rota Transiberiana, viajando nada menos que 9.289 quilômetros até a mítica Vladivostok, tão conhecida do tabuleiro de War, no extremo leste da Rússia, quase na fronteira com China e Coreia do Norte. Não é o mais longo serviço de passageiros sobre trilhos no mundo, perdendo para o trecho que conecta Moscou até a Pyongyang de Kim Jong-un, mas é certamente o mais icônico, um sonho para o viajante sem preconceitos, nem frescuras. Os números são dignos da Eurásia: depois de sair de Moscou, o comboio parará em 59 cidades até chegar a Vladivostok, atravessando oito fusos horários. …

Últimas postagens

Folha de São Paulo: "Atrasa a entrega de estudo sobre viabilidade de trem entre SP e interior"

Folha de São Paulo: "Transporte sobre trilhos depende de planejamento de longo prazo"

Train Simulator 2018: o clipe

O Senegal moderniza sua frota

Bergen-Oslo: a viagem completa

Publicidade: Companhia Paulista (1962)

Publicidade: Central do Brasil (1967)

Turquia investe em trens de alta velocidade

Thalys vai ligar Amsterdam ao Disneyland Paris

Publicidade: Comboios Vera Cruz (RJ-BH)